Tags

, ,

Quais são as principais diferenças entre o ensino público e o ensino privado no Brasil? Fui desafiado recentemente, em um workshop de design thinking, a pensar a respeito desta pergunta. E pensei, juntamente com outras sete pessoas, durante dois dias. Assunto complexo, difícil, mas que gerou bons insights e permitiu que a gente realmente experimentasse o processo de pensamento que estava sendo ensinado. Contudo, este farelo não é sobre design thinking e sim sobre alguns trechos destas discussões surgidas durante a sua prática.

Uma primeira constatação, um tanto óbvia, é que para o ensino do básico ao médio, as classes mais favorecidas são as que preferem o ensino privado para seus filhos, enquanto aqueles que não tem meios para acessar as aulas e professores pagos encaminham os seus rebentos para a escola pública. O que também é óbvio, mas nem todo mundo pensa a respeito, é que há escolas públicas muito boas e há também escolas privadas cuja qualidade de ensino é duvidosa. E esse foi um primeiro ponto de interessante discussão, cujo principal argumento apresento a seguir, iniciando com uma nova pergunta:

Excluindo-se da análise as escolas privadas de excelência, acessíveis por uma minúscula parcela da população, existe realmente uma diferença significativa na média da qualidade de ensino entre as demais escolas? Ora vejam, os professores das escolas públicas foram selecionados por concurso e participam de um programa contínuo de reciclagem enquanto os professores de escolas particulares nem sempre seguem seleção e acompanhamento rígidos. Uma pedagoga do grupo afirmou que o salário médio entre as escolas particulares menores e não tão caras, aquelas acessíveis pela classe média baixa – a grande maioria – e os salários dos professores da rede pública não são também tão diferentes, com vantagens inclusive para os últimos. Neste cenário, será que a qualidade de ensino é realmente melhor nas escolas privadas voltadas para a classe média baixa? Ou a diferença real nas escolhas dos pais tem mais a ver com segurança, infraestrutura e, talvez, status social?

Uma segunda visão interessante que foi abordada é sobre a importância que a sociedade como um todo deve dar a qualidade do ensino público, mesmo aqueles que tem condições e optam por ter seus filhos frequentando a escola privada. Era evidente, mas nunca tinha pensado a respeito, para mim quando um pai rico tem seu filho rico estudando em uma escola de ricos, está tudo resolvido para eles. Porque esse pai rico deveria se importar se as escolas públicas ou se as outras escolas privadas funcionam bem ou mal?

educacao-no-brasil

A resposta para essa pergunta é simples, pois este filho rico faz parte da mesma geração de todas estas outras crianças que estão estudando em escolas privadas ou públicas, boas ou ruins, com metodologias mais humanistas ou mecanicistas. Sendo todos eles da mesma geração, naturalmente vão conviver também na fase adulta e, portanto, terão relações diretas ou indiretas. Serão competidores por vagas ou oportunidades, fornecedores uns dos outros, clientes uns dos outros, uns atenderão outros no comércio ou em escritórios, uns vão defender os direitos dos outros, uns vão fazer cirurgias nos outros, construirão casas uns para os outros, uns serão funcionários dos outros, outros servirão comida para uns. E um país rico se faz com uma maioria de pessoas bem educadas, bem preparadas e com conhecimento.

A união entre estas duas observações é de que se queremos – e devemos querer – uma educação melhor para todos e se a diferença, na média, entre o ensino fundamental, básico e médio não é tão gritante quanto possa parecer, então o problema que queremos resolver é um pouco diferente. Não basta apenas melhorar o nível do ensino nas escolas públicas, precisamos elevar a barra da educação como um todo e fazer com que esta seja acessível e, em segurança, para todos. Investimento em educação é pensar no futuro. E é pena constatar que para uma mudança real neste sentido, precisamos de estadistas no governo e não dos umbiguistas que perambulam por nossa política.

Anúncios