Tags

,

Há coisas das quais não podemos abrir mão em nossas vidas. Precisamos, por exemplo, de água e ar para vivermos. Se a Ciência foi capaz de descobrir água em marte, naturalmente passamos a especular sobre a possibilidade de também lá haver algum tipo, ainda que primitivo, de vida. São condições essenciais para o tipo de vida orgânico que conhecemos: água, ar e alimentos.

Enquanto estamos falando apenas de viver ou sobreviver, do aspecto físico, de reprodução, de instinto talvez possamos dizer que o amor, por exemplo, não é obrigatório para a vida. Diferente de água e ar, o amor é um sentimento ou ainda um conceito. É possível ver amor de um cão por sua cria e talvez até de um leão por sua presa, pois se ama aquilo que te eterniza ou que te preserva. Quando acrescentamos a consciência e pensamos nos humanos, o conceito de amor pode ser ainda mais vasto. Podemos amar plantas e animais, amar a si mesmo ou a outros, amar o seu trabalho, amar objetos, amar ideias ou ideais… e é o amor que faz com que tantos vivam e também é ele que empurra tantos para a vida. É até difícil imaginar vidas sem algum tipo de amor. Para nós, humanos, o amor talvez seja sim essencial.

Pois bem, além do corpo, também a alma precisa viver… precisamos de ar e de amor.

Mas não basta para mim. Eu também preciso de tranquilidade para uma vida completa. Aqui já não quero generalizar, pois sei que a minha verdade não será a verdade de tantos… mas acho mesmo uma pena. Eu não me apego a embates, não gosto de discussões em que não haja respeito pela diversidade de opinião, não quero saber de brigas em que não seja a paz o resultado e o objetivo da batalha. Quero uma vida tranquila, quero ser uma pessoa tranquila, quero estar cercado de outras pessoas tranquilas. Eu amo a tranquilidade e quero que ela seja sentida no ar que respiro.

Tranquilidade para mim é poder estar próximo de quem se ama sem sentir que se está sempre em dívida, ou se sentir acuado. É estar de bem consigo a todo momento, sabendo que pode sempre contar com seus amigos e sua família. É cultivar bons momentos de risadas, de jantares, de brincadeiras, noitadas de jogos com a galera. É ter a certeza de que o esforço em seu trabalho é valioso. É saber que o dinheiro ganho ao fim do mês é merecido. É saber que as coisas nas quais invisto meu tempo e meu dinheiro são minhas escolhas e que é nelas que acredito. É saber que nada pode me fazer melhor do que ninguém e ao mesmo tempo, e isso é poderoso, depende apenas de minha humildade e de meus valores para que eu também não seja pior do que ninguém. Minha tranquilidade também é isso, saber que não é preciso estar sempre se comparando com outros para ser feliz. Depende de mim e basta eu mesmo.

Tranquilidade pode não ser essencial para a vida. E não é. Mas respiro um ar muito mais cheio de amor desde que vi o sabor da vida simples.

balao

Anúncios